Sorocaba Centro Local Colégio São José

Sorocaba

Oratório não é só para crianças

  • 31/12/1969

  • 21:00

O Centro Local de Sorocaba dos Salesianos Cooperadores, numa ação inovadora, cria um projeto para mães de oratorianos. O Projeto surgiu da   inquietude dos Salesianos Cooperadores em responder de uma forma mais efetiva o chamado de Dom Bosco e a proposta do Papa Francisco para uma “Igreja em saída”, atenta aos que mais sofrem na sociedade.

Uma possibilidade sempre presente é a colaboração  nas atividades do Oratório Dom Bosco. Mas, a expectativa era dar um passo além das atividades já desenvolvidas. Em conversa com o delegado Pe. José Ailton Trindade, surgiu a ideia  de  desenvolver um trabalho junto às mães que traziam os filhos para o Oratório e passavam a tarde, sentadas, praticamente sem fazer nada, enquanto seus filhos participavam  das atividades propostas pelo Oratório

As Salesianas Cooperadoras, Liduina Lunardi Vieira (Tutu) , Matilde Ranuzzi, Maria Tereza Sewaybricker e Maria Aparecida Campos Rosa, começaram a pensar no que poderia ser feito com essas mulheres. Resolveram então cativá-las com atividades manuais e, timidamente, foram desenvolvendo um novo trabalho, juntamente com Aspirantes a Cooperador.



Algumas mães, além dos filhos que traziam para o Oratório, tinham outros filhos pequenos que precisavam de orientação. Surgiu a ideia de convidar  a jovem Danielle Favalli (aspirante a cooperadora) do grupo GAM( Grupo de Animação Missionária) da Paróquia , acompanhados de outros jovens e também de um Salesiano Cooperador  para desenvolver com os pequenos, atividades como brincadeiras e jogos.

Por trás da ideia do artesanato, havia a intenção de formar vínculo com essas mães e criar possibilidade  de desenvolverem sua  criatividade em um ambiente onde pudessem, depois do vínculo formado, expressar seus sentimentos e angústias. E isso está se tornando visível a cada semana de encontro com elas.

Os encontros são aos sábados, à tarde. O trabalho é dividido da seguinte forma: três sábados com artesanato e um sábado no mês, é apresentado um vídeo motivacional sendo depois aberta uma roda de conversa. Neste momento observa-se a evolução de cada uma, o que para o Centro Local é muito gratificante. Percebe-se a cada dia o crescimento da confiança entre as Salesianas Cooperadoras e as mães participantes do projeto.  O crescimento e o entusiasmo dessas mães é notável.

O Projeto recebeu o nome de “Mamãe Margarida”, em homenagem a mãe de Dom Bosco, Margarida Occhiena, sua primeira cooperadora.


SC M. Aparecida C. Rosa, Coordenadora do CL Sorocaba